Oi, gente! Tudo bem?

No post anterior, falamos sobre balanço. Espero que você tenha feito o seu, pois, agora, quero te convidar a fazer o seu planejamento estratégico para o segundo semestre de 2020.

Sei que tenho utilizado termos empresariais para falar de algo relacionado ao desenvolvimento pessoal, mas faço isso porque acredito que se torna mais fácil de ser visualizado e torna a ideia um pouco mais  concreta.

Não sei você, mas a abstração que encontro em vários materiais de desenvolvimento humano me deixam um pouco perdida.

Então, vamos começar nossa tarefa?

  • O que é o planejamento estratégico pessoal

O Planejamento Estratégico Pessoal deriva do planejamento estratégico organizacional, o qual você, provavelmente, já conhece ou ouviu falar.

Igor Ansoff, considerado pai da gestão estratégica, definiu o planejamento estratégico como a análise racional de oportunidades oferecidas pelo meio, dos pontos fortes e fracos das organizações e da escolha de um modo de compatibilização entre dois extremos de modo a satisfazer da melhor forma possível aos objetivos da instituição.

No nosso caso, de pessoa e não de empresa, o Planejamento Estratégico Pessoal se apresenta como sendo uma ferramenta que auxilia as pessoas a desenvolverem seus talentos e equilibrar seus esforços, de forma flexível e dinâmica, para que você consiga se ajustar às mudanças que surgirem.

A escolha da melhor forma possível de atender aos seus objetivos advém das diretrizes fornecidas pelas várias reflexões que você fará no processo de construção do seu Planejamento.

O principal objetivo do Planejamento Estratégico Pessoal é permitir planejar o crescimento enquanto pessoa e enquanto profissional em harmonia com os recursos disponíveis. Ou seja, você não tem desculpa pra não fazer o seu!

No processo de elaboração do seu Planejamento, você irá refletir a respeito do seu estilo de vida, irá identificar seus valores, os fatores de sucesso e de fracasso (provavelmente, você identificou no balanço), suas competências.

  • Como se faz um Planejamento Estratégico Pessoal?

As empresas sempre procuram responder seis perguntas quando elaboram seu planejamento. Você irá responder à mesma quantidade, mas com uma leve adaptação:

  1. Onde eu estou?
  2. Para onde quero ir?
  3. Como irei chegar lá?
  4. Quando chegarei lá?
  5. Quem irá me ajudar a alcançar esse objetivo?
  6. Como avaliarei meu progresso?

Respondendo (com a máxima honestidade possível) a estas perguntas, você terá um excelente mecanismo para gerenciar sua vida com mais organização e tirando o máximo de proveito do seu tempo e dos seus recursos.

Uma observação importante que tenho a fazer é que, como você deve ter desconfiado pela última pergunta, este é um método que requer revisão constante. Essa revisão é o que confere ao planejamento a sua flexibilidade.

Para fazer seu planejamento pessoal é necessário que você pense em sua vida como um todo, incluindo trabalho, família, lazer, espiritualidade, suas atividades, seus sonhos.

Tenha em mente que seu planejamento deve estar alinhado às suas necessidades e desejos e deve conter uma visão muitíssimo clara sobre seu futuro (objetivos e planos).

  • Benefícios do Planejamento Estratégico Pessoal

Eu sou apaixonada por planejamento! Sou a louca do planejamento, das tabelas, dos cronogramas!

Se eu ainda não te convenci, vou deixar pra você uma pequenina lista com os benefícios do planejamento.

  • Visão pessoal para o futuro;
  • Direção para sua carreira;
  • Criação de oportunidades;
  • Aumento da segurança;
  • Preparação para a aposentadoria (lembre que a reforma da previdência quer chegar!);
  • Construção e a manutenção de uma vida equilibrada e  balanceada;
  • Oportunidade de envolver outros no bem estar do seu futuro.

Eu acredito fortemente que um bom Planejamento Estratégico Pessoal contempla as mais diversas área da vida do indivíduo, afinal, ninguém é só profissional, só pai ou mãe, só esposo ou esposa, só filho ou filha.

Mais especificamente, acho que vale a pena fazer um planejamento individual, um profissional, outro familiar, um de negócios pessoais e um de planejamento sócio-religioso.

  • Planejamento Individual

Esse é o momento de pensar, apenas e tão somente, em VOCÊ.

O Planejamento Individual é super pessoal. Ele vai colocar uma lupa sobre aspectos que dizem respeito SOMENTE a você.

Tire um tempo e pense sobre os seus valores (há cerca de 21 valores), pense nos seus sonhos, nas suas aspirações.

Depois disso, analise os aspectos que deseja mudar, aprimorar, manter. (Olha aí a utilidade do balanço?)

No Planejamento Individual, você vai cuidar de seis assuntos:

  1. Sua saúde
  2. Sua economia
  3. Suas finanças
  4. Sua afetividade
  5. Seu lazer/cultura
  6. Seu tempo.

a) Saúde

O planejamento da saúde é composto por saúde mental (que falaremos muito aqui) e saúde física.

A saúde mental se relaciona com as condições de vida impostas pela nossa sociedade, enquanto que a saúde física compreende a parte biológica, com ênfase na alimentação, na atividade física, no controle médico e na saúde mental.

 

b) Economia

Este campo diz respeito àquilo que você deseja ter materialmente no futuro.

Seja honesto (a): você conhece seu patrimônio? Você sabe de quanto você precisa pra viver bem?

Pois é, o planejamento estratégico dessa área da sua vida vai lhe permitir identificar esses quesitos e se preparar para o futuro.

 

c) Finanças

Aqui, sim, você vai organizar e controlar seu money – a curto, a médio e a longo prazos.

Tendo esse planejamento, você poderá lançar mão de estratégias para acumular bens e valores, que formarão seu patrimônio individual.

 

d) Afetividade

A afetividade diz respeito à sua capacidade de amar. É uma parte importante do desenvolvimento da personalidade de todas as pessoas, uma vez que demonstra como um ser humano se relaciona com o outro e como você se vincula às outras pessoas.

Aqui, você vai dar ênfase ao seu relacionamento com as outras pessoas, como está a qualidade de cada relacionamento, quanto tempo você tem dedicado a eles.

e) Lazer/Cultura

O lazer diz respeito ao conjunto de ocupações destinadas à recreação, ao repouso, à diversão e ao entretenimento que podem envolver a participação social voluntária e o desenvolvimento da capacidade criativa.

De outro lado, a cultura compreende o sistema de atitudes, o modo de agir, os costumes e os valores espirituais e materiais de uma sociedade – que influenciam no nosso comportamento, exercendo influência no desenvolvimento de nosso intelecto, do conhecimento, da arte e a da ciência.

Você pode planejar esses campos através de atividades como viagens, saídas e hobbies, as quais podem ser desenvolvidas como formas de lazer ou de cultura.

 

f) Tempo

De todos os bens que temos, o tempo é o mais importante, eu acho. Nunca recuperaremos o tempo que desperdiçamos dormindo, com preguiça, o tempo que não passamos com alguém que amamos.

Cuide do seu tempo para que você alcançar suas metas, realizar seus sonhos, atender seus compromissos e, principalmente, ter seu foco sempre à vista.

  • Planejamento Profissional

O maior benefício oferecido por esse tipo de planejamento é a possibilidade de equilibrar desejos profissionais e desejos pessoais. Você tem uma visão clara se os seus objetivos profissionais estão alinhados com sua missão de vida, com seus valores…

De posse dessas informações, sempre que for necessário, você poderá se reinventar profissionalmente.

Aqui a tarefa é a seguinte: você irá analisar sua carreira, suas competências técnicas e comportamentais e o ambiente organizacional.

a) Carreira: a carreira se divide em função, cargo e remuneração.

b) Competência técnica: compreende conhecimentos e habilidades que você possui e que irão te auxiliar no desempenho de uma função específica de um cargo. Os elementos fundamentais são: formação (graduação e pós-graduação); atualização (curta e longa duração); idiomas (entendimento e fluência) e estágios (nacionais e internacionais).

c) Competências comportamentais correspondem ao conjunto de atitudes e comportamentos que proporcionam melhores resultados às atividades desempenhadas nas organizações. Elas podem ser inerentes à sua personalidade ou podem ser desenvolvidas através de treinamentos e do convívio social. O planejamento desse campo considera o autoconhecimento, a emoção, a comunicação, a aprendizagem e a liderança.

d) Ambiente organizacional corresponde ao meio em que a empresa atua. É um conjunto de fatores internos e externos que exercem algum tipo de influência sobre ela. Para este planejamento, considere o ambiente interno, que diz respeito às pessoas que trabalham na organização, local, instalações físicas e equipamentos, e sobre os quais ela possui algum tipo de controle.

  • Planejamento Familiar

Não tem nada a ver com o planejamento de posto de saúde, fique tranquilo(a).

O Planejamento Familiar aqui diz respeito à melhoria e otimização da sua relação com companheiro(a), filhos, pais, avôs, netos…

Esse campo do Planejamento Estratégico Pessoal é importante em função do papel que a família desempenha na sociedade.

Observações importantes:

a) Ao planejar o campo companheiro(a), considere a individualidade e o relacionamento em si.

b) No quesito Filhos, estão compreendidas questões como quantos filhos você quer ter, que tipo de relação você quer desenvolver com eles e, muito importante, a questão da dependência entre você e seus filhos.

c) O campo Pais, diz respeito ao seu relacionamento com os SEUS pais e à sua dependência deles.

d) Sobre os Vovôs, considerando que, em alguns casos, os avós podem reproduzir a autoridade dos pais, o planejamento é eficaz para estimular vovôs e seus netos a desenvolverem formas de equilibrar e amenizar tensões que podem surgir daí.

  • Planejamento de Negócios Pessoais

Aqui o objetivo é que você se prepare para empreender, se você tem esse desejo.

Se é essa sua vontade, considere dois aspectos: o mercado e a economia e finanças.

  • Planejamento da Participação Social

Objetivo desse tipo de planejamento é propiciar seu crescimento, através da organização de suas atividades, do desenvolvimento de suas relações interpessoais e da interiorização de crenças e valores.

Compreende três campos: o político, o social e o religioso/espiritual. O planejamento político procura preparar a pessoa para concorrer, profissionalmente, a cargos políticos nos mais diversos níveis (municipal, estadual, nacional).

O planejamento social possibilita melhores resultados pessoais e profissionais por meio da participação social. Por último, o planejamento religioso/espiritual, que tem por objetivo te levar a refletir sobre suas crenças e valores, de forma a viver com mais felicidade.

De posse de toda essa informação, você já pode planejar seu segundo semestre de 2020 para que ele reflita uma vida alinhada, com propósito, que te dê alegria e paz de espírito.

Gostaria de registrar que esse artigo foi escrito a partir de um estudo realizado por mim do texto Planejamento Estratégico Pessoal, de autoria de Rolando Juan Soliz Estrada, Luiz Moretto Neto e Eziane Samara Augustin (deixo a referência bibliográfica logo abaixo).

ESTRADA, Rolando Juan Soliz; MORETTO NETO, Luis; AUGUSTIN, Eziane Samara. Planejamento Estratégico Pessoal. Revista de Ciências da Administração, Florianópolis, v. 13, n. 30, p. 118-145, maio-ago. 2011.

Me deixe saber sua opinião sobre este artigo! 🙂

Mais Populares

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!